terça-feira, dezembro 18, 2007

Percussão Árabe:Workshops e aulas regulares


Percussão Árabe:Workshops e aulas regulares

Aulas regulares:
Casa Semente (apartir de Janeiro)
Terças e Quintas das 18h às 19h30
Rua José Duro, nº15
esquina dos correios Av. Igreja - Alvalade
Metro Alvalade

Temporada de Abordagem à Darbuka
Percussão com Baltazar Molina
Janeiro a Julho


Esta temporada de sete meses, a decorrer entre Janeiro e Julho de 2008, tem como objectivo o desenvolvimento da capacidade de comunicação através da percussão, e neste caso específico, da Darbuka. Para tal, serão utilizadas determinadas noções, exercícios e ritmos – tendo em conta o nível em questão - que servem de trampolim para diferentes abordagens à técnica do instrumento.
A Temporada será dividida em workshops mensais, sempre no último domingo de cada mês, com vagas limitadas a 6/8 pessoas por nível.

NÍVEIS EM QUESTÃO:

Nível 0 - para quem está no primeiro/ou recente contacto com a Darbuka

Nível 1 - para quem já tem algumas noções básicas e alguma fluidez rítmica

Obs: -estará o aluno sujeito a avaliação em caso de dúvida na escolha de nível
-possibilidade de abertura de nível 2 para quem já tenha domínio intermédio

Datas: 27 Janeiro, 24 Fevereiro, 30 Março,
6 Abril (excepção),
25 Maio, 29 Junho, 27 Julho

Horários: Nível 0 - 14h30 - 16h30
Nível 1 - 17h00 - 19h00

Local: Casa Semente
Rua José Duro nº15 - Alvalade
Esquina dos correios da Avenida da Igreja
Metro de Alvalade

Valor: 30€ por Workshop

Inscrição prévia obrigatória até 3 dias antes da data do Workshop

INFO/INSCRIÇÕES:
Baltazar Molina: 96 332 70 95
baltazar9@gmail.com

Nota: trazer Darbuka.

Baltazar Molina iniciou os seus estudos musicais em 1996, em guitarra clássica, tendo em 1998 descoberto a Darbuka, uma percussão cilíndrica usada em países como o Egipto, Turquia, Tunisia, Argélia, Marrocos, Grécia e algumas regiões dos Balkans. A Darbuka tornou-se desde então o seu principal instrumento, juntamente com uma profunda paixão pelo «modo Egípcio» de sentir a música Árabe. Este modo veio, na verdade, ajudar a desenvolver o seu próprio sentido de expressão de sentimentos através da música. Desde então, muitos foram os encontros com diversas e ricas pessoas e situações que o ajudaram a manter viva e luminosa a chama da paixão, num sempre crescente processo evolutivo; pessoas como Iris, Shokry Mohamed, Myriam Szabo, Atef Mitkal Kenawy, David Lacerda e Ricardo Passos; e diversos projectos musicais como Dazkarieh, Orquestrinha do Terror, Siddhartha, Les Aminches, Ensemble de Musica Árabe do Porto, Ensemble Moçarabe, Baruk Trio, Monte Lunai, Rosa Negra, entre outros.
Outros instrumentos que o acompanham nesta viagem expressiva: Tar, Riqq, Cajon, guitarras e pedais de efeitos.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home